Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Recurso do Ministério da Saúde é destinado à Rede de Frio Municipal
20/11/2020 18:45 em Política

Medida fortalece ações de prevenção que visam a redução de incidência de doenças evitáveis por meio da imunização

Publicado em: 20/11/2020 por Kalyne Cunha

Secretaria Municipal de Saúde, Semus, garante recursos junto ao Ministério da Saúde no valor de R$ 64.050,00 (sessenta e quatro mil e cinquenta reais), aprovado nesta sexta-feira, 20 de novembro, na Comissão Intergestora Bipartite (CIB), para aquisição de equipamentos e materiais permanentes destinados à Rede de Frio Municipal, coordenação da Vigilância em Saúde, setor imunização. O recurso permitirá, também, a manutenção dos Imunobiológicos (vacinas e soros) em condições adequadas e com excelência nas salas de vacinas das Unidades Básicas de Saúde, UBS’s, implementando, assim, atividades desenvolvidas pelo Setor de Imunização.

Para a secretária de Saúde do município, Mariana Jales, “essa medida reflete o interesse da gestão na questão de ofertar uma saúde de qualidade e de excelência em todas as suas especificidades, com ênfase na Atenção Primária, fortalecendo ações de prevenção no que se refere ao incremento de medidas que visam a redução da incidência de doenças evitáveis, por meio da imunização, bem como cumprir as metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, quanto a cobertura vacinal”.

Para assegurar a eficácia das vacinas, a secretária adjunta de Saúde, Doralina Marques, explica ser fundamental a manutenção da rede de frio. “Iniciamos com a reestruturação da Rede de Frio que abrange armazenamento, conservação, distribuição, transporte e manuseio dos imunobiológicos utilizados nas imunizações; com o objetivo final de assegurar que todos os produtos administrados mantenham suas características imunogênicas. Para verificar se as vacinas estão sendo bem conservadas utilizamos o monitoramento da temperatura três vezes por dia. Além disso, fazemos checagem sempre ao receber os imunobiológicos da Regional de Saúde. Mantemos um rígido sistema de controles, realizados com termômetros, por uma equipe treinada e com dados registrados”, explica.

As novas câmaras frias possuem capacidade de manter a temperatura por 48h, mesmo em caso de fornecimento de energia suspenso, por alguma queda da rede pública ou quebra do equipamento. Além de ser a recomendada pela Vigilância Sanitária.

As ações de vacinação têm contribuído para reduzir a morbimortalidade por doenças imunopreveníveis, melhorando a qualidade de vida da população principalmente em crianças menores de cinco anos, e para a população de 60 anos e mais.

Além da aquisição desses equipamentos, são previstas ações que visam à capacitação de recursos humanos, como forma de aperfeiçoar o trabalho, bem como supervisão e acompanhamento das atividades por meio da Vigilância em Saúde.

EQUIPAMENTOS ADQUIRIDOS

Câmara para Conservação de Hemoderivados/ Imuno/ Termolábeis-3 unidades;  

Computador Portátil (Notebook) -2 unidades;

Geladeira/ Refrigerador-DE 260 A 299 L- 2 unidades;

No-Break (Para Computador/Impressora)- 2 unidades;

Termohigrômetro - 1 unidade;

Cadeira tipo escritório - 1 unidade.

COMENTÁRIOS