Publicidade
Decisão suspende concurso da Prefeitura de Araguatins por suspeitas de fraude e favorecimentos
05/12/2023 15:24 em Política

 

Prefeitura de Araguatins, no Bico do Papagaio

Candidatos que fizeram as provas não aparecem nas listas divulgadas.

 

A Justiça determinou a suspensão, nesta segunda-feira (4), em caráter imediato, do concurso público para o Quadro Geral do Município de Araguatins, cujas provas foram realizadas em agosto.

 

A decisão liminar atende a uma ação civil pública apresentada no dia 1º de dezembro pela 2ª Promotoria de Justiça, apontando uma série de supostas irregularidades e de possível favorecimento de candidatos.

 

Com a liminar, também ficam suspensos todos os atos administrativos decorrentes do concurso, como a eventual nomeação e posse dos candidatos.

 

A integridade do certame é questionada, visto que parentes de 1º e de 2º grau de prefeito e de um membro da Comissão do Concurso constam na lista de excedentes e podem vir a tomar posse.

 

O MPTO também relata que candidatos que realizaram prova não tiveram seus nomes incluídos no resultado preliminar nem no final, tampouco na lista de candidatos ausentes. A ação civil pública também menciona outro caso, de concorrente que consta como ausente, mesmo afirmando ter prestado o concurso e apresentando como comprovação o caderno de provas.

 

A ação judicial traz outro relato, de uma candidata que se inscreveu para concorrer como Pessoa com Necessidades Especiais (PNE) e que teria ficado na primeira colocação no resultado preliminar, mas que depois teve seu nome direcionado para a lista de ampla concorrência, sem justificativa, ficando prejudicada.

 

Banca examinadora

Acerca da idoneidade da banca examinadora do concurso, o Ministério Público menciona um histórico de favorecimento a parentes de prefeitos e vereadores nos concursos para os quais é contratada. Inclusive um certame promovido na cidade de Darcinópolis foi recentemente suspenso, por indícios de favorecimentos a familiares de políticos.

 

“Diante dos fatos apontados, há fortes indícios de que o concurso público realizado pelo Município de Araguatins e a banca Instituto de Capacitação, Assessoria e Pesquisa Ltda (ICAP) encontra-se eivado de irregularidades, que poderão culminar na sua anulação”, avalia o promotor de Justiça Paulo Sérgio Ferreira de Almeida.

 

O concurso público é voltado ao preenchimento de 146 vagas e à formação de cadastro de reserva para cargos de nível fundamental, médio e superior.

COMENTÁRIOS