Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Curso de manutenção de celular é realizado para adolescentes da Funac
04/08/2019 22:41 em Política

Trinta e dois adolescentes que cumprem medida socioeducativa na Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) estão desvendando o mundo da telefonia móvel. Eles participaram, no mês de julho, do curso de Manutenção de Aperelho Celular, realizado pelo Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA). A formação foi realizada nos Centro Socioeducativos do Canaã e Internação do Vinhais, em São Luís, e da Região Tocantina, em Imperatriz.

Para alguns adolescentes, o curso foi uma oportunidade ímpar. “Eu estou participando de um curso profissionalizante pela primeira vez, tinha curiosidade de saber como era e por isso estou bem interessado na minha formação. Nas aulas práticas aprendi a trocar as telas de celular, a instalar os conectores, entender o funcionamento dos aparelhos. Por isso, o curso superou minhas expectativas e eu gostei bastante. Agora eu quero fazer mais e mais cursos”, disse entusiasmado um dos alunos, da unidade do Vinhais.

“Estou me profissionalizando ao longo do meu processo socioeducativo, já participei de outros cursos e gostei de todos. No curso, já aprendi a mexer em vários componentes dos celulares e achei tudo muito interessante. Penso em dar continuidade na minha profissionalização nessa área, assim como nos meus estudos, quando eu encerrar a medida”, comentou um socioeducando pela chance de aprender mais uma habilidade outra vez.

Outro aluno destacou a qualidade dos cursos. “É muito bom poder participar das formações, a cada aula eu aprendo mais. Os cursos são excelentes, podemos colocar o conhecimento em prática, os professores são bons, e quando encerrar esse processo é seguir no caminho da profissionalização”, afirmou.

“A profissionalização é um dos pilares do processo socioeducativo dos adolescentes, para que eles possam se desvincular do ato infracional. Vê-los interessados, ativos e participantes nos cursos profissionalizantes tem sido um resultado muito positivo e um indicador que estamos no caminho certo”, parabenizou a presidente da Funac, Sorimar Sabóia.

Formação prática

O curso teve carga horária de 40h/aula, entre aulas teóricas e atividades práticas. Mais que a chance de ter uma formação certificada, eles aprofundaram conhecimento nas áreas de software e atualização de sistemas, troca de componentes da placa, telas, periféricos e conectores, e também sobre o poder de mercado da profissão.

“Os alunos tiveram um bom comportamento, demonstraram interesse nas aulas e um aprendizado muito rápido. O conteúdo trabalhado possibilita os alunos ingressar no mercado de trabalho, e se eles investirem mais e se profissionalizarem nessa área podem ter um caminho de sucesso pela frente”, comentou o professor Lucas Batista de Oliveira.

Na avaliação das equipes técnicas, o curso alcançou os objetivos. “Os adolescentes se desenvolveram de forma muito avançada nas aulas, tanto na teoria, quanto na prática, resultado também do interesse deles na formação e isso de reflete de forma positiva no cumprimento da medida”, ressaltou a coordenadora da unidade Canaã, Mireya Matos.

“A formação vem trazendo um retorno positivo através do aproveitamento dos socioeducandos, tendo em vista que agora eles estão mais preparados para o retorno à sociedade, e de forma qualificada para o mercado de trabalho”, frisou a assistente social da Região Tocantina, Ana Paula Passos.

COMENTÁRIOS