Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Rota da Pecuária continua com ações de difusão de tecnologias sustentáveis no Bico do Papagaio
29/06/2022 16:58 em Política

O projeto iniciou nesta segunda-feira, 27, e segue até a sexta-feira, 01 de julho.

 

Elmiro de Deus e Raquel Oliveira/Governo do Tocantins

“Planilha na mão e gado no pasto são parceiros aliados a  tecnologia a  agropecuária”, assim expressou o proprietário da fazenda Araguaína,  localizada na região do Bico do Papagaio, município de Buriti do Tocantins, Luciano Vilela, nesta terça-feira, 28. O pecuarista toca seu negócio na região há mais de uma década.  A visita a fazenda faz parte das ações do projeto Rota da Pecuária, iniciada nesta segunda-feira, 27, encerra no dia 1° de julho.

 

O projeto Rota da Pecuária, em sua primeira edição, é idealizado pelo o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro) tem como objetivo apresentar as tecnologias das propriedades produtoras de gado de corte tocantinenses, mostrar na prática as diferentes tecnologias adotas, os cenários e as novas perspectivas para o setor.

 

A Fazenda foi sede da segunda parada da Rota da Pecuária, nesta terça-feira, 28, realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro). O projeto iniciou nesta segunda-feira, 27, e segue até a sexta-feira, 01 de julho.

 

Tecnologia

 

Na fazenda, na criação de 2.300 bovinos,  o produtor Vilela utiliza diversas tecnologias voltadas para adubação a pasto formados velhos, suplementação semi/confinamento na época de seca, suplementação nas águas, Integração Lavoura Pecuária, entre outra tecnologias.

 

Com orgulho o proprietário da fazenda falou das conquistas e do crescimento do seu rebanho. “Um dos sucessos é a utilização de nota agronômica, ou seja, diagnóstico certeiro do pasto, isso me traz resultados positivos”, complementou.

Conhecimento

 

O produtor rural Martin Dowch proprietário da fazenda Céu Azul, região da garganta participa do projeto Rota da Pecuária na busca de informação sobre as tecnologias aplicadas na pecuária tocantinense. “Estou iniciando um negócio no Estado agricultura e pecuária e, por isso resolvi participar desse projeto, buscando conhecimento sobre as tecnologias que os produtores tocantinenses estão  utilizando, e assim, levar para aplicar nos meus negócios futuros”, ressaltou.

 

Empresas

 

No roteiro de visita as fazendas, cerca de 23 empresas privadas participam na apresentação de produtos agropecuários, visando a movimentação de negócios. Fábio Santos, proprietário do Prime Bov, parceiro da DGT Brasil. A empresa catarinense atua no mercado tocantinense há um ano.

 

“O Tocantins é um estado que vem crescendo muito forte no país, com foco na nas tecnologias de ponta e desempenho, visando atingir resultados positivos na carcaça e genoma, como também participando de programas genéticos, buscando o diferencial na pecuária de corte”, disse Fábio Santos.

 

Comitiva

 

Na comitiva, além dos pecuaristas, participam representantes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), entre outras entidades ligadas ao setor agropecuarista do Estado.

COMENTÁRIOS