Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Estudo realizado pelo Lacen indica prevalência da Variante Gamma no Maranhão
24/07/2021 10:28 em Política
Predominância da variante Gamma no Maranhão foi identificada a partir do sequenciamento genômico (Foto: Ruy Barros)

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (Lacen-MA), tem realizado constantemente o mapeamento da prevalência de novas variantes do SARS-CoV-2 no Maranhão. Em estudo mais recente, resultados de amostras analisadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro, indicam predominância de 91% da Variante Gamma no estado.

Antes denominada de P.1, a variante é considerada de preocupação e foi identificada inicialmente em Manaus (AM). A predominância da variante Gamma no Maranhão foi identificada a partir do sequenciamento genômico de amostras analisadas pela Fiocruz.

“O mapeamento é importante para acompanharmos a evolução da pandemia no estado. Através do estudo podemos reiterar, por exemplo, a importância da vacinação com as duas doses para aumentar a proteção contra a doença, já que o esquema vacinal completo contra Covid-19 amplia as taxas de efetividade da vacina, que até agora tem se mostrado eficaz contra as variantes em circulação”, explica o diretor geral do Lacen-MA, Lídio Gonçalves.

De dezembro para abril deste ano percebe-se que houve uma redução do número de variantes circulantes em todo o país. No Maranhão, a Gamma é a principal responsável pelos novos casos e pelas duas ondas da Covid-19, em 2021, por sua alta transmissibilidade. A preocupação no cenário nacional continua sendo a variante Delta, identificada inicialmente na Índia. O estudo realizado mostra que não há registro desta variante no Maranhão.

COMENTÁRIOS